Porque temos vergonha de usar cupons de desconto ?

cupom

Hoje tive um exemplo claro de porque sociedades avançadas tem na cidadania uma das maiores expressões de sucesso. E porque países que ainda não atingiram um grau elevado de socialidade apresentam uma soberba estranha.

Vivemos num país em que mostrar uma falsa realidade de sucesso e conforto vale mais que uma vida plena de direitos e felicidade.

Estive com a esposa hoje num Hiper pertencente a uma rede internacional que conta com um aplicativo que, baseado em hábitos de consumo, apresenta uma série de ofertas para serem utilizadas nas lojas. Além deste, conta com jornais de ofertas e cupons de desconto.

Até aí perfeito. Como se vê nos mais importantes países do mundo.

Afinal de contas, bem-estar significa também poder fazer bons negócios para preservar o suado dinheirinho. O exemplo mais claro dessa lógica vem dos Estados Unidos, com o programa Extreme Couponing, onde famílias conseguem comprar produtos que custam centenas ou milhares de dólares, por algumas dezenas.

Sei que essa situação não pode ser realidade no Brasil, pois nossa estrutura de custos é muito diferente e não temos maturidade ainda para esse grau de especialização. Porém, os problemas que destaco aqui é com relação a nossa postura frente a utilização desses benefícios que fazem parte de uma nação desenvolvida em cidadania.

  1. – Nos Estados Unidos, as redes sabem que essas compras que aparecem no programa são pontuais e cumprem um papel de divulgar a marca do varejo como econômica, por isso, não dificultam seu uso com subterfúgios como : quantidade máxima de itens, dia que pode usar a oferta, se a lua está cheia ou não. Ou seja, tem cupom, ganha o desconto e ponto. Afinal de contas, eles entendem que a sensação do ganho ao consumidor é uma arma extremamente eficiente para a consolidação da marca e fidelização do consumidor. Aqui, chegam ao ponto de esconder o produto promocionado e informar ao consumidor que já acabou.
  2. – Este é o principal. Em países de democracia mais consolidada, o uso dos descontos, ou qualquer outra vantagem lícita, é estimulado pela própria população. Já tivemos casos de caixas de supermercado nos Estados Unidos, nos parabenizando pelo uso de determinado cupom, que até ela tinha usado, de tão bom. Aqui, mesmo sabendo que seu salário não é lá essas coisas, a caixa nos mede de alto a baixo, como se fôssemos pedintes ou algo assim, cometendo um crime ou um grave delito. E as pessoas que estão na fila, aguardando, com comentários do tipo : agora espera, que vai demorar, com esses negócios de desconto.

Realmente espero que esse país possa um dia chegar num grau de maturidade, tal aos principais do mundo, onde comprar com descontos seja normal, inteligente e honesto e que fazer uma troca de algum produto seja somente um toma lá – dá cá.

Podem usar que funciona. Apesar das caras de má-vontade e de desaprovação, nós sabemos o quanto custa pra ganhar nosso suado e economizar nunca foi vergonha. Tivemos algumas dificuldades no mercado, mas saímos com ótimas ofertas, não sem uma discussão com o encarregado, pelos produtos que estavam escondidos no depósito.

Transformem esse país. Exerçam sua cidadania e verão que vida teremos nesse país tão abençoado por todo o resto.

Post Criado por Marcus Vinicius Sinhoreto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s